sexta-feira, 6 de novembro de 2009

PayPal quer Brasil como base da operação na América Latina

Olá Leitores,

Infelizmente estou um pouco sem tempo de construir meus artigos devido a imersão em alguns projetos, mas para não deixa-los na mão, posto matérias interessantes que leio pela rede, como essa abaixo da Folha de São Paulo, sobre a vinda do PayPal para o Brasil, que promete aquecer muito o mercado on-line:


-----
Folha de S.Paulo

O crescimento do comércio eletrônico no Brasil está levando o PayPal a se instalar no país. Adquirido pelo eBay, um dos maiores sites de negócios on-line do mundo, o PayPal presta serviços de pagamentos e transferências de valores pela internet, atuando como intermediário nas transações para que os clientes não precisem digitar seus dados bancários toda vez que efetuarem uma compra pela web.

Atualmente, 2 milhões de brasileiros utilizam os serviços da companhia. Esse número, que representa 13% de todos os internautas que fazem compras pela rede no país, levou a direção do PayPal a escolher o Brasil como base de suas operações na América Latina.

"Vamos montar um escritório aqui, mas é um plano ainda sem prazo definido", disse René Pelegero, diretor de Estratégia do PayPal, durante o E-Commerce Summit, conferência do setor encerrada ontem em São Paulo. "Não há como ficar alheio a esses números. E estamos falando de uma base de cliente adquirida sem que fizéssemos nada no país."

Criado em 1999, o PayPal é uma companhia que permite transferência de dinheiro entre pessoas e empresas em 190 países e 29 moedas. Por isso, ele é usado em operações de compra e venda pela internet.

Por ele, o consumidor pode escolher a forma como pretende pagar, incluindo cartões de crédito, débito, boletos bancários, sem compartilhar informações financeiras. Isso porque só o PayPal passa a ter acesso aos dados, cadastrados e vinculados a uma conta de e-mail. No Brasil, o cadastramento é no site www.paypal.com/br.

Não por acaso, o faturamento global da companhia bateu em US$ 16 bilhões no segundo trimestre deste ano, o equivalente a 10% de toda a receita do comércio eletrônico mundial. O sucesso desse negócio levou o eBay a adquirir o PayPal por US$ 1,5 bilhão, em 2002.

Segundo Pelegero, o ritmo de crescimento do comércio eletrônico no Brasil é um fator importante para a decisão do grupo. O PayPal considera dados de pesquisa feita pela VisaNet na América Latina.

Em 2012, cenário mais distante, o comércio eletrônico estará movimentando US$ 13 bilhões no país, registrando crescimento de 21% ao ano. O valor será o dobro do obtido por México e Argentina. Hoje, estima-se que as vendas on-line movimentem R$ 13 bilhões no Brasil.
Postar um comentário