domingo, 21 de junho de 2009

Como Converter Arquivos De Vídeo .MOD Em MPEG-2 Em Macs E PCs

Saudações amigos e leitores....

Bom recentemente comprei um filmadora digital Panasonic SDR-H40PL, um excelente produto que pretendo em breve escrever um review, porem o grande problema é a geração de arquivos .mod incompatível com editores de vídeos e players, e apanhei para converter esses arquivos....

mas então digitando no Dr. Google "Converter arquivos .mod" encontrei a solução, no site Masternewmedia.org, ao qual coloco o artigo na íntegra abaixo, pois é um material que deve chegar nas mãos de todos que possuem esses produtos:

_____________________________________________________________________
Material copiado na íntegra do link: http://www.masternewmedia.org/pt/2008/07/22/como_converter_arquivos_de_video.htm


Precisa reproduzir e editar vídeos no formato .MOD? Se você acabou de comprar uma filmadora ou está se matando para entender como ler, converter e importar propriamente aqueles malditos arquivos .MOD, eu acho que tenho algumas soluções para você.

MOD-video-files-Canon_FS100_Front.jpg

Eu mesmo comprei uma pequena câmera que é jóia, a Canon FS-100, (a qual estou escrevendo uma resenha aprofundada que vou publicar em breve). Essa é a câmera dos sonhos dos colegas que fazem vídeo blogs e vídeo reportagens. Embora ela tenha inúmeros recursos e esteja com um preço super-acessível, as Canon das séries FS e HF, junto com outros modelos de câmeras como a JVC Everio, e a Panasonic D-Snap SD-card, sofrem de um defeito frustrante: trabalham com arquivos .MOD incompatíveis.

A Canon da série FS cria arquivos de vídeo com um a extensão .MOD.
Arquivos de vídeo .MOD nada mais são que arquivos de vídeo MPEG-2 com áudio em AC-3.

Aparentemente, e eu testei isso pessoalmente, arquivos .MOD podem ser renomeados em arquivos .AVI ou .MPG que poderão ser lidos facilmente pela maioria de programas de reprodução ou edição de vídeo.

Há várias outras formas de converter e tornar esses vídeos fáceis de assistir, mas para os leigos ou para os usuários não-técnicos, esses problemas podem se tornar um pesadelo.

Na verdade, eu descobri que quando você tenta reproduzir, importar ou editar um desses arquivos de vídeo .MOD renomeado, eles ficam horríveis, com a imagem distorcida, serrilhada devido à diferença de proporção das configurações da área da imagem.

De fato, embora aparentemente simples. Você precisa conhecer pequenas coisas para que o processo inteiro ocorra sem problemas.

Esse é o motivo pelo qual tirei um tempo para escrever esse simples mini-guia de como converter arquivos .MOD e torná-los arquivos de vídeo padrão que podem ser lidos e editados pelos mais populares softwares de vídeo.

Para resolver esse problema, eis o que você vai precisar fazer:

Aspectos da Conversão de Arquivos de Vídeo .MOD



Como Fazer Arquivos .MOD Serem Lidos Por Qualquer Software

a) Solução básica: a solução mais simples é renomear o arquivo .MOD manualmente como arquivos .MPG e então se certificar que o programa de vídeo que você usa importa esses arquivos está configurado para os padrões de vídeo usados (PAL ou NTSC), o formato da proporção da imagem, e o entrelaçamento de linhas.

b) Se os seus arquivos .MOD estão gravados no formato 4:3 então apenas os renomeie para .MPG. Se eles estão em 16:9 (widescreen ) então você deve usar o sdcopy.exe para convertê-los.

c) Para editar seus arquivos .MPG corretamente é recomendado que utilize softwares que suportem “smart-rendering”, caso contrário a qualidade do vídeo resultante será muito prejudicada.

d) As ferramentas de edição de vídeo em MPEG-2 que recomendo e encontrei na internet são Magix, Womble Video Wizard ou Ulead Videostudio.

e) SDCopy converte os seus arquivos .MOD, renomeia para .MPG e resolve os problemas com as faixas pretas do widescreen.

f) O problema com essas faixas pretas é que elas são armazenadas em um pequeno arquivo de texto com a extensão .MOI associado ao arquivo principal. Uma vez separado o arquivo .MOI do arquivo .MOD associado, o software de vídeo que você usa para abrir o vídeo não vai mais saber qual o formato da proporção de imagem e o tipo de arquivo de vídeo usado e tentará adivinhar automaticamente.

g) Outra solução é usar o DVD Patcher (que é grátis) para inserir no arquivo as informações que ele sua proporção é 16:9 e sua resolução é 720x480.

Também tenha em mente que a maioria das novas filmadoras já vem equipadas com programas para converter arquivos .MOD nos outros formatos de forma simples. A Canon oferece o ImageMixer que pode fazer isso, e os donos das filmadoras JVC podem usar, por exemplo, o Cyberlink PowerDirector, que vem grátis com as câmeras de vídeo.



VLC

Ao usar o VLC, você pode mudar algumas configurações e obter os melhores resultados.
Tente isso: Video -> Aspect Ratio -> 16:9 (ou 4:3 dependendo do vídeo)
Video -> Deinterlace -> Blend




Adobe Premiere

Se você está usando o Premiere e está tendo problemas em ver os clipes de vídeo na proporção de imagem correta, use o “mpeg streamclip” ou similar para converter os vídeos em outro formato e então importá-los no Premiere.

Também li alguém dizendo que de qualquer jeito que você importar o vídeo para o Premiere, por padrão a faixa preta do widescreen não é correta. A sugestão é simplesmente clicar com o botão direito no arquivo de vídeo importado e selecionar “Reinterpret Footage” e fazer a seleção de lá. Deve funcionar.

Veja também O Guia Faça Você Mesmo de como usar arquivos .MOD no Adobe Premiere Pro.




Soluções Para Plataformas Específicas

1) PCs com Windows – Windows Movie Maker

a) Abra o Windows Movie Maker.

b) Vá no menu Ferramentas -> Opções.

c) Se assegure de que a codificação está ajustada adequadamente. Se você está nos EUA ou Japão deve ser NTSC, mas em quase todo lugar deve ser ajustado para PAL.

d) Ajuste a proporção da imagem para 16:9 porque esse é o formato no qual a filmadora registrou as imagens originalmente.

e) Clique OK e está ajustado

f) Selecione “Importar...” e selecione o arquivo de vídeo original da Canon (renomeado para .MPG) e o vídeo ficará com uma boa aparência.

Se algo não der certo, talvez você também precise baixar e instalar um Codec AC3.




2 )Mac – iMovie

Se você só quiser reproduzir arquivos .MOD no seu Mac, você pode simplesmente renomeá-los como .MPG ou .MV2 e você não deve ter problemas em abrir e visualizar seus clipes de vídeo no VLC ou no Quicktime.

Infelizmente parece que editar ou trabalhar com esses arquivos os usuários de Mac estão tendo um pouco mais de dificuldade para rodar esses arquivos .MOD nos programas de sua preferência.

O arquivo de vídeo .MOD são arquivos MPEG-2 modificados com áudio configurado em um formato diferente do padrão Dolby 5.1 Sound Surround o qual o Final Cut Pro, Imovie e outros editores de vídeo para Mac não podem importar nativamente.

“... os arquivos .MOD produzidos pela câmera são combinados com arquivos MPEG-2 com o áudio mixado em uma configuração diferente do padrão Dolby 5.1 Sound Surround. Isso faz com que o vídeo seja reproduzido (quando renomeado para .MPG corretamente no Quicktime (e Quicktime Pro) mas nenhum áudio é tocado (embora esteja presente no arquivo). O vídeo deve ser convertido em um formato que o Final Cut Pro (ou o iMovie) possam usar nativamente. A solução ideal seria editar o arquivo MPEG-2 nativo sem a conversão – mas isso é impossível com a atual versão do Quicktime (algo que pode ser corrigido nas futuras versões).”

Fonte: CamcorderInfo

Por essas razões, os usuários de Mac vão precisar de fato comprar, embora a um baixo custo, algo que consiga ler os arquivos de vídeo MPEG-2 nativos.

Eu encontrei uma série de soluções alternativas
nesse sentido.

Primeiro, os usuários de Mac podem se beneficiar do software Streamclip que converterá os arquivos originais .MOD em qualquer formato de vídeo que você desejar (mas para suporte de MPEG-2 você vai precisar comprar por 20 dólares o plug-in MPEG-2 para Quicktime da Apple.

Alternativamente você pode tentar:

Pixela Capty MPEG Edit

ou

Visual Hub

ou

ISky Video Converter for Mac

Qualquer que seja a solução escolhida, você vai precisar:

a) Mudar a extensão do arquivo .MOD para .MPG (e você pode apagar os arquivos .MOI) ( e talvez usar xiafunge para repetir esse processo para vários arquivos)

b) Baixar o MpegStreamclip (grátis na internet) ou um software equivalente e abrir os arquivos .MOD.

c) Escolher a saída (output) para o formato DV para acabar com evitar incompatibilidades com o iMovie e edição FCP. Para uma edição de primeira qualidade, tente usar o codec DVCPRO.

d) Importe os arquivos no formato DV para o iMovie para editá-los.

Convertendo os arquivos usando o Streamclip você terá uma conversão 100% DV pelo custo de uma pequena perda de qualidade. Nada excessivo, talvez de 3 a 5% de perda de qualidade.

Outra alternativa que encontrei foi essa:

a) Converta todos os arquivos .MOD no formato .DV e os salve em algum lugar.

b) Abra o iMovie, crie um novo projeto DV, lembre-se de escolher entre 4:3 ou 16:9 e depois salve e feche o iMovie.

c) Vá à pasta onde está o projeto salvo e a abra (veja os arquivos que ela contém). Dentro você achará uma pasta chamada media. Apenas jogue na lixeira todos os arquivos convertidos daquela pasta, feche todos e reabra o iMovie. Você vai ver que o iMovie alertar que há arquivos do projeto na lixeira.

d) Recupere os arquivos da lixeira e... está pronto.

Você agora pode editar e usar seus arquivos no seu Mac com o iMovie.

Para aqueles com conhecimentos técnicos avançados há um outro caminho: FFMPEGX. Não muito intuitivo, mas certamente funciona se você souber onde aonde colocar seus dedos. FFMPEGX é ótimo para transcodificar os vídeos originais .MOD/.MPEG-2 em outros formatos.

Aqueles com acesso a softwares profissionais como o Toast Titanium podem facilmente converter arquivos .MOD em praticamente qualquer formato desejado.

Uma observação positiva, para aqueles que simplesmente desejam fazer o upload do vídeo para um site de compartilhamento de vídeo, o Google Vídeo aceita arquivos .MOD diretamente para upload e publicação, sem a necessidade de conversão em qualquer outro formato.

A propósito... nesse momento essa é uma excelente oportunidade de mercado, pois o número de filmadoras e usuários gerando arquivos .MOD vai crescer rapidamente até os fabricantes optarem por um padrão de formato mais fácil de lidar. Enquanto isso serviços de conversão e decodificação como o HeyWatch e o TubeMogul têm uma boa oportunidade em integrar o suporte a arquivos .MOD nos seus serviços o quanto antes para ter uma vantagem competitiva em relação aos seus concorrentes e conseguir uma visibilidade extra nos mecanismos de busca.

Se você souber de outras soluções, por favor, sugira abaixo nos comentário.

Escrito Originalmente por Robin Good e originalmente publicado em Junho 12, 2008 para o Master New Media com o nome " How To Convert .MOD Video Files To MPEG-2 On Mac And PCs ".

A tradução para o português foi feita por Edison Morais.


Postar um comentário