terça-feira, 25 de abril de 2017

Transformar um campo textarea em editor de texto

Passo a passo para transformar um campo textarea de seu formulário HTML em um editor WYSIWYG, e gravar no banco de dados diretamente o código html.


1º - Baixe a biblioteca BPHP aqui


2º - Instancie o BPHP no inicio de seu arquivo. 



3º - Agora dentro das tags coloque o seguinte código, chamando a função Beditor.



4º - Agora é só colocar o campo textarea com id beditor. 



É isso ai, pronto, você já tem um editor de texto em seu código.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Google se apropriando de conteúdo alheio?

Há algum tempo veio pensando sobre este assunto.
O Google é um excelente motor de pesquisa, e com certeza consegue atingir seu PTM (Propósito Transformador Massivo) que é de organizar a informação do mundo.
Porém já faz algum tempo que percebo que o google exibe em seus resultados de busca, parte do conteúdo de alguma página, sendo assim o usuário acessa a informação que precisa no próprio google e não clica para entrar na página, veja um exemplo abaixo:


Ao buscar sobre o conceito de robótica, caso o conteúdo apresentado no resultado da busca já me atenda, não precisarei entrar no site LegWork, assim este site teve seu conteúdo fornecido, atendendo a uma demanda, através do google, sem receber o tráfego de minha visita.

Outro exemplo:
 

Será que viajei nesta questão, ou faz algum sentido?
No mínimo é de se pensar.




sábado, 22 de abril de 2017

Trade de Bitcoin sem riscos


Quando se fala em em investimento no mercado financeiro, seja ele de qualquer tipo, o risco existe, então antes de mais nada é muito importante saber que risco zero é impossível.

Esta é uma forma de ganhar dinheiro com bitcoin através de trades diminuindo bastante os riscos.

A grande vantagem do bitcoin é justamente poder transferir o dinheiro entre uma bolsa (exchange) e outra sem nenhuma dificuldade e com pouco delay (menos ou mais dependendo da exchange).

Sendo assim, basta abrir as exchanges e monitorar os valores de compra e venda em cada uma. No momento em que um preço de venda na listagem de ordens estiver menor em uma bolsa que o preço de compra em outra exchange, é o momento de fazer o trade, comprando aquele preço de venda, transferindo para outra exchange e efetuando a venda. Com certeza as margens de lucros não serão grandes, mas o risco é muito pequeno, pois não será preciso segurar o bitcoin por muito tempo , como em trades "normais", amenizando o risco por exemplo de uma queda brusca.

É importante seguir também algumas dicas:

- Não executar essa estratégia com tendência de baixa.
- Atenção maior para exchange que possuem um numero maior de confirmações na transferência, quando fizer entrada de bitcoin.
- É possível segurar um pouco em tendência de alta, mas caso a margem de lucro não aconteça, encerre a operação mesmo assim, lembre-se sempre da estratégia.
- Fique atendo as taxas praticadas pelas exchange para calcular o lucro.

É isso ai. em breve mais dicas sobre Bitcoin.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Colocar Iframe Embed do youtube responsível

Hoje precisei pesquisar para colocar o iframe embed do youtube de forma responsiva.

E encontrei neste site: https://avexdesigns.com/responsive-youtube-embed/, uma forma simples e muito eficaz:

Basta inserir em seu css:

.video-container {
    position: relative;
    padding-bottom: 56.25%;
    padding-top: 30px; height: 0; overflow: hidden;
}

.video-container iframe, .video-container object, .video-container embed {
    position: absolute;
    top: 0;
    left: 0;
    width: 100%;
    height: 100%;
}

 


E depois colocar o iframe dentro de uma div, chamando a classe video-container criada no css.


<div class="video-container"><iframe .....=""></iframe></div>

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Turbine seu ecommerce com 5 ferramentas grátis


Para ter uma loja virtual de ponta, são necessárias diversas ferramentas além da própria plataforma, mas nem todas as boas ferramentas são pagas, para turbinar sua loja virtual, você poderá encontrar ferramentas grátis, normalmente em versão trial, mas que para início de operação são excelentes para alavancar seu negócio sem custo.

Atendimento on-line - Tawk
Uma excelente plataforma de chat on-line, totalmente personalizada, sem limite de uso. A forma com que a tawk.to monetiza seu negócio é pela venda de addons, mas mesmo sem comprar nenhum addon a ferramenta é muito mais poderosa que muitos sistemas pagos. 

Principais características:
Personalização do widget, monitoramento de visitantes on-line, múltiplos agentes, transferência de atendimento entre agentes.


Suporte - Freshdesk
Para quem precisa organizar as demandas do dia a dia, ou organizar atendimentos em tickets, a freshdesk tem o padrão da zendesk com plano free para ilimitados atendentes. A forma de monetização é a venda de planos mais sofisticados.

Principais características
Múltiplos agentes, widget par abertura de suporte, configuração de base de conhecimento.
 

Análise de comportamento - Hotjar
A hotjar oferece criação de mapas de calor de seu site, e gravação de vídeo do percurso do mouse durante a navegação de um visitante em sua página (mantém até 100 vídeos gravados no plano grátis), tanto em desktop como em smartphones. É excelente para entender o comportamento do usuário em sua loja virtual e assim melhorar a usabilidade.

Principais caracteríticas:
Gravação de heatmap (mapa de calor) e gravação de vídeos de navegação.


E-mail marketing - Mailchimp 
Um bom relacionamento com sua base de clientes é o que pode fazer de seu negócio um sucesso ou um fracasso. A aquisição de clientes hoje é um dos maiores custos em sua operação, justamente por isso muitas empresas estão optando por voltar toda sua atenção aos marketplaces. 
Para trabalhar esse relacionamento é necessário uma boa plataforma de e-mail marketing. lembrando que o envio de email é uma pequena parte deste relacionamento. Logo se você possui uma base com até 2.000 clientes, poderá utilizar o mailchimp de forma gratuita. Mailchimp que é sem dúvida uma da melhores plataformas de email marketing mundial. E mesmo se necessitar ultrapassar estes números, os valores dos planos são consideravelmente razoaveis.

Principais características
Auto responder, editor de email on-line, importação de contatos, envio por contas de smtp prórpias sem necessidade de usar uma conta de email.
 

ERP - MarketUP
Um ERP é pré-requisito para uma operação de ecommerce, porém se você ainda está em fase inicial do negócio e utiliza seu controle gerencial em planilhas por exemplo, te apresento o MarketUP, trata-se de um ERP completo para seu negócio, incluindo desde controle de estoque e clientes até geração de nota fiscal eletrônica, e ainda um sistema de PDV. É ideal para pequenas empresas. Sua forma de monetização é via propagandas vinculadas no software.

Principais características
Controle de estoque, contas a pagar e receber, movimentação de caixa, geração de relatórios incluindo DRE gerencial, plataforma de loja virtual, sistema de ponto de venda.

Faça bom proveito dessas ferramentas, coloquei aqui apenas 5 que eu utilizo e recomendo, mas é importante saber que não é necessário investir alto para ter as mesmas possibilidades de uma grande empresa, pelo menos a nível de tecnologia.




sexta-feira, 31 de março de 2017

Software Livre e Open Source, o que é? onde habitam?

Já a algum tempo, sou adepto do software livre, vários anos atrás tirei o microsoft office de minha vida e coloquei o Libreoffice (antes utilizava o BRoffice), este atende minha necessidade de uma suíte de escritório, inclusive ao meu ver com um layout muito mais agradável. Meu cliente de e-mail é o thunderbird, gerenciador de banco de dados HeidSQL e assim vai.

Agora estou dando um passo em minha suíte IDE de desenvolvimento, substituindo os programas da adobe, a mais recente substituição foi o dreamweaver pelo netbeans, um pouco porque hoje desenvolvo muito mais códigos do que faço design, graças ao bootstrap.

Pretendo cada vez mais aumentar o leque deste tipo de software em meu sistema.


Um software livre (ou free software, em inglês) permite que seus usuários usem, estudem, modifiquem e redistribuam esses programas ou apenas os seus códigos-fonte como quiserem. Porém, há uma exigência: quando o usuário redistribuir esse programa, ele deve continuar livre para que outros usuários também o usem e modifiquem. Entre os programas que seguem esse conceito, o Linux, um sistema operacional, é provavelmente o mais famoso. 

Durante os anos 70, os desenvolvedores costumavam compartilhar seus programas de forma parecida com os princípios do software livre, mas no fim dessa década as empresas passaram a colocar restrições aos usuários através de contratos de licença de software. Essa barreira incomodou Richard Stallman, que em 1983 começou um projeto cujo objetivo era escrever um sistema compatível com o UNIX e que recebeu o nome de GNU, com a ideia de compartilhá-lo com qualquer pessoa interessada. Stallman fundou, em 1985, a Free Software Foundation (FSF), criando os conceitos de copyleft e de software livre.

Já os softwares de código aberto ou open source permitem que usuários modifiquem o código-fonte de um programa conforme sua vontade; entretanto, as condições de uso e distribuição são definidas pelo desenvolvedor original. Esse conceito surgiu em 1998, quando um grupo de pessoas ligadas ao software livre defendeu o uso desse novo termo como uma expressão menos confusa e também mais confortável para o mundo dos negócios. Entre os inúmeros programas open source existentes, podemos citar o navegador Mozilla Firefox.

Esse modelo de código aberto é considerado por muitos como parte da comunidade do software livre e, embora existam diferenças, na prática as duas acabam sendo similares e levando pessoas dos dois movimentos a trabalharem em conjunto.


Diferentes tipos de licença de softwares livres e open source

De modo geral, as licenças de software livre podem ser separadas em:

• Permissivas (BDS, MIT e Apache): impõe poucas restrições e costuma ser usada quando o objetivo é atingir um grande número de pessoas.

• Recíprocas totais (GPL e AGPL): determina que qualquer derivação do trabalho original precisa ser redistribuída e disponibilizada seguindo os mesmos termos da licença original. Conceito conhecido como copyleft.

• Recíprocas parciais (LGPL, Mozilla e Eclipse): espécie de meio termo entre as licenças permissivas e as recíprocas totais, conhecida como copyleft fraco. Modificações devem ser disponibilizadas sob a mesma licença, mas se forem usadas como parte de outro projeto de software, isso deixa de ser obrigatório.

Essas licenças também podem ser usadas para softwares open source, mas existe uma infinidade de outras formas de licenciamento no código aberto.


Software livre X software comercial

Enquanto o software livre pode ou não ser gratuito, podendo ser construído colaborativamente, o software proprietário proíbe sua cópia, distribuição ou modificação por outros usuários. O software comercial costuma ser desenvolvido por alguma empresa, e sempre busca obter lucros através de sua utilização e distribuição. Um software livre pode ser comercial ou não. Esses termos apenas designam atributos da licença do programa.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Sou finalista do prêmio ABCOMM 2017! Conto com seu voto!

Com muita satisfação, sou finalista do prêmio ABCOMM 2017 na categoria 'Melhor profissional de marketing digital'. Agradeço muito a Deus por esta conquista e conto com seu voto.


Para mim já é uma honra estar entre os finalistas, gostaria de pedir seu voto, pois agora o prêmio está na fase de votação popular.  Quem sabe eu não venha a ganhar :)

Basta acessar o site, selecionar meu nome Arthur Bonora e confirmar.

Você estará colaborando com um passo muito importante de minha carreira.
http://www.abcomm.org/vota-marketing.php
VOTAR AGORA